LIVRO DE CABECEIRA #3

Gente, a cada dia que passa eu amo mais a Trilogia "A Seleção"! *-*

E hoje estou aqui para fazer a resenha de "A Elite" segundo volume desta trilogia maravilhosa da Kiera Cass!

Em "A Elite", nos deparamos com uma America mais rebelde e confusa - Claro que isso é explicado por alguns acontecimentos que ocorrem ao longo do livro.

No começo do livro, posso dizer que ela e Maxon estão em seu melhor momento até então.

"Geralmente, eu conseguia deixar de lado todas as outras pessoas quando ficávamos a sós. Mas naquela noite, pensei na possibilidade de haver alguém em meu lugar. Só de imaginar outra garota nos braços de Maxon, fazendo-o rir, casando-se com ele... Isso despedaçava meu coração."

America queria Maxon e Maxon queria America! Simples assim! *-*

America:
- Só acho que formaríamos um bom "nós".
Maxon:
- Nós formaríamos um "nós" maravilhoso.

Em outro encontro, quando surge um assunto sobre o que era "Haloween" (Sim, esta cultura havia se perdido com o tempo e ninguém mais sabia o que era Haloween), Maxon leva America a uma Biblioteca escondida no castelo, para pesquisarem sobre o assunto. Nesta biblioteca havia todos os livros antigos e proibidos, incluindo os Diários de Gregory Illéa que ninguém imaginava existirem ainda!

Ao descobrirem em um dos Diários de Gregory o que era Haloween, e como, coincidentemente, estavam no mês de Outubro... Maxon decide planejar uma festa de Haloween e que contaria com a presença das famílias das selecionadas! *-* 

Isso alegra MUITO America que, a este ponto pensa não ter mais dúvidas de que Maxon seria seu escolhido. Antes de saírem da biblioteca, ele deixa um dos diários com ela, para que ela leia e conheça melhor a história de Gregory.
(Lembrem muito bem deste fato, porque isso ainda vai causar muita confusão!)

America finalmente revê sua família e é muito bom tê-los outra vez na história, principalmente May! Rsrs Ela é uma figura!!
Chega o dia da festa, e neste dia America descobre de Maxon que ele havia conversado formalmente com seu pai e perguntado se ele aprovaria a relação dos dois e o casamento. (CLARO QUE SIM NÉ GENTE! Rsrsrs Que pai não iria querer a sua filha tão bem de vida e ainda apaixonada???)

Neste dia America vai para a cama nas nuvens e quando ela pensa que NADA poderia estragar este momento maravilhoso e seu futuro com Maxon... A história sofre uma reviravolta INCRÍVEL!!!

Marlee e o soldado WoodWork são pegos juntos, aos amassos na noite do Halloween. Agora finalmente fazia sentido o motivo de Marlee ter tantos segredos - Ela amava o soldado Woodwork!
Mas como todas as meninas, quando entraram na "Seleção", fizeram um juramento de lealdade a Maxon, a pena para quem desobedecesse essa ordem, era a morte!

"- É um crime de pena de morte! Mas, em sua misericórdia, o príncipe Maxon poupará a vida destes dois traidores. Vida longa ao príncipe Maxon!"

Ao invés disso, eles são condenados a pertencer a casta 8 (A pior delas) pelo resto da vida, e a serem açoitados com 15 golpes! - Detalhe, isso tudo estava acontecendo em um palanque fora do castelo, na frente de toda a multidão, da família real, das outras selecionadas e de suas famílias! (MUITA CRUELDADE - Até a May teve que ver tudo aquilo! Foi o momento mais tenso do livro!)

E o Maxon? Permitiu aquilo tudo, sem intervir, enquanto America se desesperava por ver a amiga naquela situação e implorava para que Maxon interviesse e acabasse com tudo aquilo!

O MAXON É UM IDIOTA NÉ? - Ele poderia ter evitado a continuação do livro e partido logo para "O Herdeiro" que vai ter lançamento em 2015, mas nããão... Ele deixou a Marlee e o WoodWork sofrerem e claro que isso deixaria a America confusa outra vez! Rsrs

A partir daí a America começa a questionar totalmente Maxon e se conseguiria, um dia, ser Princesa e futuramente, Rainha, pois não aguentaria ter que fazer aquelas coisas horríveis com as pessoas. 
Maxon tenta conversar com ela várias vezes e explicar a situação, mas America estava irredutível!

Isso abriu margem para os "Momentos Aspen" e America passa a vê-lo com mais frequência!

Aspen:
- Às vezes, acho que Maxon e eu somos a sua Seleção particular. Somos apenas ele e eu: Um de nós vai ficar com você no final. Não sei quem está na pior situação. Maxon não sabe que participa da competição , então talvez não se esforce o suficiente. Já eu preciso me esconder, de modo que não posso lhe oferecer as mesmas coisas que ele. Não é um combate justo para nenhum dos dois.

Após se afastar de Maxon, ela pôde perceber a proximidade dele com Kriss. De modo que ele passa grande parte de seu tempo livre com ela!

E os sentimentos de America sofrem outra reviravolta, quando Maxon promove um encontro entre Marlee e ela (tudo com muito sigilo e escondido, porque Marlee deveria ter voltado para casa). Após serem açoitados, Maxon desobedece às ordens de seu pai e os mantêm no castelo, cuida deles e ajuda os dois a se casarem! Quando as mãos de Marlee cicatrizarem ela passará a trabalhar na cozinha do castelo e  WoodWork também terá emprego! - Ou seja, Maxon não teve escolha ao machucar Marlee.

Mas mesmo estando muito feliz por ver a amiga segura, America ainda não tem certeza se conseguiria assumir o cargo de Princesa e sua relação com Maxon ainda continua instável.
E a gota d`água foi quando ela vê Maxon em um super LOVE com a CELESTE!! (SIM, A CELESTE). Ela fica parada no corredor, vendo os dois, em choque... Até que Maxon a vê. Ela sai correndo, atordoada... e depois disso, em um momento de raiva, ela diz que quer sair da Seleção. Que Maxon era um mentiroso. Que não gostava dela e que estava só a enganando!

Claro que ele não a manda embora, então ela bola um plano para ser eliminada. Sua raiva toma conta!

As selecionadas tinham uma tarefa. Deveriam bolar um jeito de ajudar e melhorar as castas e suas propostas seriam apresentadas no Jornal Oficial para o país inteiro. Essa seria sua chance de planejar algo para ser eliminada!

Chega o dia, e na apresentação de America, ela propõe o FIM das castas. Pois estas haviam sido criadas no pós-guerra e na época foi uma ajuda para o país, mas agora tudo havia mudado e o país não estava mais naquela situação. O rei ficou irado e disparou várias perguntas para ela. Eis que ela pega o diário de Gregory Illéa para responder uma das perguntas e para sua surpresa o rei manda tirar imediatamente do ar o Jornal, e vai em direção a ela, cuspindo fogo! 
Ela não deveria estar com aquele diário, e muito menos poderia mostrar aquele diário para alguém. Era o segredo dela e de Maxon e ela traiu a confiança dele!

"- Ela parte hoje - ordenou o rei Clarckson. - Estou farto dela."

Maxon interfere, grita com o rei, diz que a escolha é DELE e ele não pretende mandar America para casa. Ambos saem para conversar em particular e America fica pasma com o que acabou de causar.

Naquele mesmo dia mais tarde, ela sai do quarto, apreciando o castelo pelas ultimas vezes, quando depara com Maxon saindo da Ala Hospitalar! Ela percebe que há algo de errado com ele, mas não houve tempo! Um guarda chega até eles e diz que o castelo estava sendo invadido por rebeldes mais uma vez!!! Logo, os dois são levados para um abrigo em um dos quartos, que não era o abrigo oficial da família real, mas que também era muito seguro.

Maxon estava péssimo, e então ele pede a America que o ajude a tirar o casaco. Quando ela olha em suas costas, várias marcas de chicote sangravam. COMO PODERIA? Como um pai faz isso com o filho??? Afinal, era por isso que Maxon não conseguia se impôr e fazer nada. - Seu pai controlava tudo!

Depois disso ela se sente péssima, afinal, a culpada por isso tudo era ela!! Maxon a defendera!! Ela desejava não ter feito nada daquilo, e não queria mais ser eliminada! Queria ficar com Maxon e ajudá-lo, ficar com ele! Principalmente depois que ele esclarece os fatos sobre Celeste e Kriss.

Ainda no abrigo, os dois passam seus últimos momentos juntos.

Após a noite inteira no abrigo, eles finalmente saem e America vai arrumar suas malas. Quando está prestes a sair do castelo, com aquele aperto no coração, Maxon aparece. Ele havia convencido seu pai de que ela salvara a vida dele encontrando o abrigo para que se escondessem! 
O rei permitiu então que ela ficasse, desde que melhorasse suas atitudes e se comportasse (Claro que ele faria da vida dela um inferno! E faria de tudo para que ela desistisse). Além de tudo, ainda teria que reconquistar o coração de Maxon e sua confiança.

Mas afinal, era isso o que ela queria! Ela queria lutar por Maxon e ajudá-lo. Decide então ficar e lutar pelo que quer....

É isso pessoal, o segundo livro acaba aí. E em "A Escolha" veremos uma America determinada a reconquistar Maxon, independente dos desafios!

1 comentários:

Tainá Calvi 19 de outubro de 2014 18:29  

OMG toda vez que leio suas resenhas me apaixono pela série, estou louca para ler nas ferias

Postar um comentário

  © NOME DO SEU BLOG

Design by Emporium Digital